Equity in higher education: evidence, policy and practice


Conferências


5 de dezembro de 2019

| Porto

| Palácio da Bolsa


Realizou-se nos dias 5 e 6 de dezembro de 2019, no Palácio da Bolsa, no Porto, a Conferência Internacional EDULOG, subordinada ao tema Equity in higher education: evidence, policy and practice.


programa

09.00h

Registration of participants


09.30h

Alberto Amaral | Setting the Scene


10.00h

Claire Callender | Undergraduate student funding in England: the challenges ahead


11.00h

Coffee break


11.30h

David Dill | Access and Inequality in US Higher Education: Policy Issues


12.30h

Lunch


14.30h

Per Olaf Aamodt | An equity paradox? The Northern European case


15.30h

Liz Thomas | From access to success: Developing a national approach to improve the outcomes of students from underrepresented groups in higher education and beyond


16.30h

Coffee break


17.00h

Laura Lewis | Teach for All approach: research, data and global insights on addressing educational inequality


oradores

Alberto Amaral é doutorado pela Universidade de Cambridge, professor da Universidade do Porto e investigador do CIPES - Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior. Foi reitor da Universidade do Porto de 1985 a 1998, é ex-membro do Conselho Executivo da Conferência dos Reitores Europeus, ex-presidente do CHER (Consórcio de Investigadores do Ensino Superior), ex-membro do IMHE (Institutional Management in Higher Education) da OCDE e é membro vitalício da Associação Internacional de Presidentes Universitários.

Claire Callender é vice-diretora do Centre for Global Higher Education (CGHE) e lidera um projeto de investigação sobre o impacto social e económico do ensino superior. Claire é Professora de Estudos de Ensino Superior no Instituto de Educação da UCL e na Birkbeck, Universidade de Londres. A sua investigação, escrita e consultoria política estão concentradas nos custos dos estudantes do ensino superior e questões relacionadas. Claire foi premiada com um OBE (Order of the British Empire) no New Years Honours 2017.

Cristina Sin é investigadora no Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES) e na Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). É doutorada em Ciências da Educação pela Universidade de Lancaster (Reino Unido). Os seus interesses de investigação são: a garantia e a melhoria da qualidade no ensino superior; a influência das políticas educativas sobre as práticas académicas, o ensino e a aprendizagem; as políticas europeias de educação e o Processo de Bolonha. No passado trabalhou como investigadora na Universidade de Lancaster (UK) no Centre for the Study of Education and Training e como gestora de projetos na Higher Education Academy (UK). Tem publicado a sua investigação em revistas internacionais de referência e tem sido co-autora e co-editora dos livros European policy implementation and higher education: Analysing the Bologna Process e European Higher Education and the Internal Market: Tensions Between European Policy and National Sovereignty, respetivamente.

David D. Dill é professor emérito de políticas públicas na Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill. Foi investigador visitante na Universidade de Manchester Business School, professor visitante no Wolfson College, Universidade de Cambridge, professor visitante no CHEPS, Universidade de Twente, e professor visitante no Instituto Universitário Europeu em Florença, Itália. Os seus interesses de investigação incluem a análise de políticas públicas, a regulamentação da qualidade académica e as políticas de investigação. Os seus livros mais recentes são National Innovation and the Academic Research Enterprise: Public Policy in Global Perspective (com Frans A. van Vught); Public Policy for Academic Quality: Analyses of Innovative Policy Instruments (com Maarja Beerkens); e Public Vices, Private Virtues? Assessing the Effects of Marketization in Higher Education (com Pedro Teixeira). Atualmente, é diretor do programa de investigação “Políticas Públicas de Qualidade Académica” no Departamento de Políticas Públicas da Universidade da Carolina do Norte.

João Oliveira Baptista é subdiretor da Direcção-Geral de Estatística da Educação e Ciência (DGEEC), onde produziu inúmeros relatórios sobre Educação e Ensino Superior em Portugal. É doutorado em Física Matemática pela Universidade de Cambridge e, no passado, trabalhou em projetos de empreendedorismo social na educação e como investigador de pós-doutoramento na Universidade de Amesterdão e no Instituto Superior Técnico de Lisboa.

Julio Bertolin é Doutor em Educação e mestre em Ciência da Computação. Atualmente é professor titular e pesquisador da Universidade de Passo Fundo (UPF), localizada na região Sul do Brasil. Fez parte da Comissão Especial de Avaliação (CEA) do Governo Brasileiro que elaborou o SINAES – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior. Atuou também como consultor da UNESCO, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Ministério da Educação do Brasil no desenvolvimento de sistemas de avaliação da educação superior. Possuí publicações sobre avaliação, qualidade e desempenho de estudantes de classes menos favorecidas da educação superior brasileira.

Laura Lewis é a líder global da Teach For All nas áreas de investigação, avaliação, dados e métricas. Antes de integrar a Teach for All, fazia parte da equipa de educação do Banco Mundial, onde trabalhava no SABER-Engaging the Private Sector on education, mapping the role of the non-state sector in education across Sub-Saharan Africa and South Asia. Anteriormente foi responsável por supervisionar o impacto educativo de um portfólio de projetos da CfBT Education Trust, no valor de 200 milhões de dólares. Antes disso, trabalhou para a McKinsey and Company. Laura deu consultoria estratégica para vários doadores, incluindo ADB, DFAT e DFID, bem como para governos no Médio Oriente, Norte da África e Ásia-Pacífico. É mestre em Desenvolvimento Económico e Análise de Políticas pela Universidade de Nottingham (Reino Unido).

Liz Thomas é investigadora e consultora independente na área do ensino superior. É diretora do programa What works? Student retention and success change programme da Higher Education Academy, em colaboração com a Action on Access, financiado pela Fundação Paul Hamlyn. Também é Professora de Ensino Superior na Edge Hill University e Professora Visitante de Academic Development na Universidade de Staffordshire. Liz tem mais de quinze anos de experiência em fazer e coordenar investigação sobre o alargamento da participação, progressão e sucesso académico, bem como sobre abordagens institucionais para melhorar a experiência dos estudantes. Defende o uso da investigação para enformar políticas, práticas e avaliações nacionais e institucionais, e desenvolveu e liderou programas de mudança institucional envolvendo 86 instituições de ensino superior, que resultaram em novos processos, políticas e práticas.

Orlanda Tavares é investigadora no Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES) e no gabinete de estudos e análises da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). Doutorou-se em Ciências da Educação pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Tem publicado a sua investigação sobre políticas de ensino superior, acesso, escolhas dos estudantes, empregabilidade, internacionalização e garantia da qualidade em revistas internacionais, tais como a Higher Education, Studies in Higher education, Higher Education Policy, Assessment & Evaluation in Higher Education, European Journal of Higher Education, Journal of Studies in International Education, Journal of Education and Work, entre outros. Recentemente, coeditou os seguintes livros internacionais: European Higher Education and the Internal Market: Tensions Between European Policy and National Sovereignty e Cross-Border Higher Education and Quality Assurance. Commerce, the Services Directive and Governing Higher Education. É membro do CHER (Consórcio de Investigadores do Ensino Superior).

Pedro Teixeira é Diretor do Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES) e Professor Associado da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. É assessor de Ensino Superior e Ciência do Presidente de Portugal desde abril de 2016. Foi Vice-Reitor de Formação e Organização Académica da Universidade do Porto (2014-2018) e foi também membro do Conselho Nacional de Educação de Portugal (2014-2018). É membro do Conselho de Administração da Fundação BIAL (desde 2015) e membro do Conselho Consultivo da Educação da Fundação Francisco Manuel dos Santos (desde 2013). Também tem integrado os painéis de avaliação da European University Association (EUA) e da Associação Europeia de Garantia de Qualidade no Ensino Superior (ENQA). Foi membro do Conselho Editorial das seguintes revistas: Higher Education, European Journal of Higher Education, Higher Education Policy, Journal of the European Higher Education Area, Journal of Research in Higher Education, e OEconomia: History / Methodology / Philosophy. É também membro da direção e Secretário Geral do CHER (Consórcio de Investigadores do Ensino Superior).

Per Olaf Aamodt é professor e investigador no Instituto Nórdico de Estudos em Inovação, Investigação e Educação (NIFU). A sua investigação ambrange um amplo espectro da área da educação, nomeadamente avaliações de reformas educacionais nacionais, condições de estudo, progressões de estudos e abandono escolar e ingresso no ensino superior. Algumas de suas publicações: Tømte, Cathrine Edelhard; Fossland, Trine; Aamodt, Per O; Degn, Lise; (2019) Digitalisation in higher education: mapping institutional approaches for teaching and learning. Quality in Higher Education (17), Aamodt, Per O; Frølich, Nicoline; Stensaker, Bjørn; (2018) Learning outcomes – a useful tool in quality assurance? Views from academic staff. Studies in Higher Education, Støren, L.A. & P.O. Aamodt (2010): The Quality of Higher Education and Employability of Graduates. Quality in Higher Education, Vol. 16, 3, s 297 – 313 and Vabø, Agnete & Per Olaf Aamodt (2008): Nordic Higher Education in Transition. In Palfreyman, David & Ted Tapper (eds.): Structuring Mass Higher Education. New York, Routledge.

Priscila Couto é Diretora de Serviços de Apoio ao Estudante na Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) desde 2017. Licenciada em Direito, exerce funções na DGES desde 2004, anteriormente nas áreas dos cursos de ensino superior, dos reconhecimentos de interesse público de estabelecimentos privados, do apoio e cooperação com a Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) e da representação da DGES em grupos de trabalho internacionais no âmbito das qualificações.


COMUNICAÇÕES APRESENTADAS

Alberto Amaral
Alberto Amaral

Setting the Scene

DOWNLOAD
Claire Callender
Claire Callender

Undergraduate student funding in England: the challenges ahead

DOWNLOAD
Cristina Sin
Cristina Sin

Applications to Portuguese higher education: who is left out and who gets in?

DOWNLOAD
David Dill
David Dill

Access and Inequality in US Higher Education: Policy Issues

DOWNLOAD
João Oliveira Baptista
João Oliveira Baptista

Data and reflections on access-transition to higher education in Portugal

DOWNLOAD
Julio Bertolin
Julio Bertolin

The persistence of inequity in Brazilian higher education: data on graduates’ background and academic performance

DOWNLOAD
Laura Lewis
Laura Lewis

Teach for All approach: research, data and global insights on addressing educational inequality

DOWNLOAD
Liz Thomas
Liz Thomas

From access to success: Developing a national approach to improve the outcomes of students from underrepresented groups in higher education and beyond

DOWNLOAD
Orlanda Tavares
Orlanda Tavares

Applications to Portuguese higher education: who is left out and who gets in?

DOWNLOAD
Pedro Teixeira
Pedro Teixeira

Observatório EDULOG

DOWNLOAD
Per Olaf Aamodt
Per Olaf Aamodt

An equity paradox? The Northern European case

DOWNLOAD
Priscila Couto
Priscila Couto

Student Support in higher education

DOWNLOAD

temas em debate

principais momentos